Prof. Luiz Antonio – Weblog

25 julho, 2009

Cuidados com a Gripe H1N1 e diferenças com a gripe comum

Filed under: Diversos — ladnascimento @ 2:33 am

Recebi um e-mail com perguntas e respostas sobre a gripe do vírus Influenza A chamada de gripe suína. Como não tinha fonte não pode ser considerada confiável totalmente, mas achei interessante. Algumas coisas não concordo comopor exemplo que o vírus não é transmitido pelo ar porque “não tem asas” e não voa, já que até as bactérias e os colifórmes fecais presentes no ar na hora da descarga do vaso sanitário podem alcançar as escovas de dente sobre os gabinetes, então estes vírus provavelmente podem se propagar por uma distância razoável pelas gotículas de um espirro de uma pessoa com a gripe. No mais deve-se tomar cuidado, lavar as mão frequentemente e evitar colocá-las na boca, nariz e olhos.

1.- Quanto tempo dura vivo o vírus suíno numa maçaneta ou superfície lisa?
Até 10 horas.

2. – Quão útil é o álcool em gel para limpar-se as mãos?
Torna o vírus inativo e o mata.

3.- Qual é a forma de contágio mais eficiente deste vírus?
A via aérea não é a mais efetiva para a transmissão do vírus, o fator mais importante para que se instale o vírus é a umidade, (mucosa do nariz, boca e olhos) o vírus não voa e não alcança mais de um metro de distancia.

4.- É fácil contagiar-se em aviões?
Não, é um meio pouco propício para ser contagiado.

5.- Como posso evitar contagiar-me?
Não passar as mãos no rosto, olhos, nariz e boca. Não estar com gente doente. Lavar as mãos mais de 10 vezes por dia.

6.- Qual é o período de incubação do vírus?
Em média de 5 a 7 dias e os sintomas aparecem quase imediatamente.

7.- Quando se deve começar a tomar o remédio?
Dentro das 72 horas os prognósticos são muito bons, a melhora é de 100%

8.- De que forma o vírus entra no corpo?
Por contato ao dar a mão ou beijar-se no rosto e pelo nariz, boca e olhos.

9.- O vírus é mortal?
Não, o que ocasiona a morte é a complicação da doença causada pelo vírus, que é a pneumonia.

10.- Que riscos têm os familiares de pessoas que faleceram?
Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão.

11.- A água de tanques ou caixas de água transmite o vírus?
Não porque contém químicos e está clorada

12.- O que faz o vírus quando provoca a morte?
Uma série de reações como deficiência respiratória, a pneumonia severa é o que ocasiona a morte.

13.- Quando se inicia o contagio, antes dos sintomas ou até que se apresentem?
Desde que se tem o vírus, antes dos sintomas.

14.- Qual é a probabilidade de recair com a mesma doença?
De 0%, porque fica-se imune ao vírus suíno.

15.- Onde encontra-se o vírus no ambiente?
Quando uma pessoa portadora espirra ou tosse, o virus pode ficar nas superfícies lisas como maçanetas, dinheiro, papel, documentos, sempre que houver umidade. Já que não será esterilizado o ambiente se recomenda extremar a higiene das mãos.

17.- O vírus ataca mais às pessoas asmáticas?
Sim, são pacientes mais suscetíveis, mas ao tratar-se de um novo germe todos somos igualmente suscetíveis.

18.- Qual é a população que está atacando este vírus?
De 20 a 50 anos de idade.

19.- É útil a máscara para cobrir a boca?
Existem alguns de maior qualidade que outros, mas se você não está doente é pior, porque os vírus pelo seu tamanho o atravessam como se este não existisse e ao usar a máscara, cria-se na zona entre o nariz e a boca um microclima úmido próprio ao desenvolvimento viral: mas se você já está infectado use-o para não infectar aos demais, apesar de que é relativamente eficaz.

20.- Posso fazer exercício ao ar livre?
Sim, o vírus não anda no ar nem tem asas.

21.- Serve para algo tomar Vitamina C?
Não serve para nada para prevenir o contagio deste vírus, mas ajuda a resistir seu ataque.

22.- Quem está a salvo desta doença ou quem é menos suscetível?
A salvo não esta ninguém, o que ajuda é a higiene dentro de lar, escritórios, utensílios e não ir a lugares públicos.

23.- O virus se move?
Não, o vírus não tem nem patas nem asas, a pessoa é quem o coloca dentro do organismo.

24.- Os mascotes contagiam o vírus?
Este vírus não, provavelmente contagiem outro tipo de vírus.

25.- Se vou ao velório de alguém que morreu desse vírus posso me contagiar?
Não.

26.- Qual é o risco das mulheres grávidas com este vírus?
As mulheres grávidas têm o mesmo risco mas por dois, podem tomar os antivirais mas em caso de de contagio e com estrito controle médico.

27.- O feto pode ter lesões se uma mulher grávida se contagia com este vírus?
Não sabemos que estragos possa fazer no processo, já que é um vírus novo.

28.- Posso tomar acido acetilsalicílico (aspirina)?
Não é recomendável, pode ocasionar outras doenças, a menos que você tenha prescrição por problemas coronários, nesse caso siga tomado.

29.- Serve para algo tomar antivirales antes dos síntomas?
Não serve para nada.

30.- As pessoas com AIDS, diabetes, câncer, etc., podem ter maiores complicações que uma pessoa sadia se contagiam com o vírus?
SIM.

31.- Uma gripe convencional forte pode se converter em influenza?
NAO.

32.- O que mata o vírus?
O sol, mais de 5 dias no meio ambiente, o sabão, os antivirais, álcool em gel.

33.- O que fazem nos hospitais para evitar contágios a outros doentes que não têm o vírus?
O isolamento.

34.- O álcool em gel é efetivo?
SIM, muito efetivo.

35.- Se estou vacinado contra a influenza estacional sou inócuo a este vírus?
Não serve para nada, ainda não existe vacina para este vírus.

36.- Este vírus está sob controle?
Não totalmente, mas estão tomando medidas agressivas de contenção.

37.- O que significa passar de alerta 4 a alerta 5?
A fase 4 não faz as coisas diferentes da fase 5, significa que o vírus se propagou de Pessoa a Pessoa em mais de 2 países; e fase 6 é que se propagou em mais de 3 países.

38.- Aquele que se infectou deste vírus e se curou, fica imune?
SIM.

39.- As crianças com tosse e gripe têm influenza?
É pouco provável, pois as crianças são pouco afetadas.

40.- Medidas que as pessoas que trabalham devam tomar?
Lavar-se as mãos muitas vezes ao dia.

41.- Posso me contagiar ao ar livre?
Se há pessoas infectadas e que tosam e/ou espirre perto pode acontecer, mas a via aérea é um meio de pouco contágio.

42.- Pode-se comer carne de porco?
SIM pode e não há nenhum risco de contágio.

43.- Qual é o fator determinante para saber que o vírus já está controlado?
Ainda que se controle a epidemia agora, no inverno boreal (hemisfério norte) pode voltar e ainda não haverá uma vacina.

Grípe suína

Grípe suína

image00221

20 julho, 2009

Video humorístico com Barrichello

Filed under: Esporte — ladnascimento @ 3:21 pm

Blog de português que comenta que Barrichello é um bom piloto, mas que reclamações afetam a sua imagem. isto dá margem a vídeos como o abaixo:

Pois não. Os queixumes de Rubens Barrichello sobre o carro da Brawn, especialmente depois do episódio do passado Domingo, no Nurburgring, fizeram com que um grupo de ingleses inspirados elaborasse um video gozando com esses queixumes, tendo como base a musica “Ruby”, dos britânicos Kaiser Chiefs.

O resultado é sensacional, e fica demonstrado, mais uma vez, que todo o seu talento como piloto (que o tem) se evapora nas mentes das pessoas no momento em que abre a boca para falar aos microfones, pelo menos nos primeiros minutos após a conclusão das corridas…

Entrevistas de Rubens Barrichello e Massa para a Rádio jovem Pan após a corrida de Nurburgring

Filed under: Esporte — ladnascimento @ 2:47 pm

Entrevistas de Barrichello logo após a coorida na Alemanha onde reclama da sua própria equipe e de Massa que chegou no pódio em terceiro lugar:

(NURBURGRING) Confiram os áudios deste domingo após o GP da Alemanha. Tem coisas muito boas. O emocionante áudio do rádio de Mark Webber, a coletiva do australiano e Vettel, a entrevista de Rubens Barrichello, a alegria de Felipe Massa e Flavio Briatore evitando comentários sobre a demissão, ou não, de Nelsinho Piquet:

  • Rádio – Webber chorando na comemoração pela vitória;
  • Rubens Barrichello (ao sair do carro);
  • Rubens Barrichello passado um tempo depois da corrida;
  • Felipe Massa depois da corrida.

Clique aqui e acesse a página ScreenHunter_03 Jul. 20 18.23

Barrichello cogita parar em 2010

Filed under: Esporte — ladnascimento @ 2:42 pm
Seundo matéria do UOL o piloto Barrichello pode deixar a F1 em 2010:Barrichello largou bem, mas fechou o GP em 6º

Os acontecimentos do último GP da Alemanha de Fórmula 1 abalaram Rubens Barrichello, ex-vice líder do Mundial de Pilotos de 2009 e que agora ocupa o quarto lugar na tabela de classificação, 24 pontos atrás do inglês Jenson Button. O brasileiro iniciou a temporada falando em conquistar seu primeiro título na F1, o primeiro do País desde 1991, com Ayrton Senna, mas neste momento já cogita a possibilidade de deixar a categoria no ano que vem.

“A Fórmula 1 é minha vida, tenho vontade de correr e não de jogar tudo pro céu e parar neste ano. Mas no ano que vem talvez”, disse Barrichello a jornalistas brasileiros, horas depois da corrida do último domingo, vencida pelo australiano Mark Webber, da Red Bull, e mais calmo do que quando acabara de obter o sexto lugar em Nurburgring.

Logo após deixar a pista, Barrichello disparou contra a Brawn GP. O brasileiro largou em segundo, mas tomou a dianteira na primeira curva e liderou a primeira parte do GP da Alemanha, mas terminou a corrida em sexto depois de sofrer com um pit stop mal feito e uma suposta ordem de favorecimento a Button.

“Estou extremamente chateado com a forma que as coisas aconteceram hoje (domingo). Foi um show de como se perde uma corrida”, disse Barrichello, logo após a corrida. “Brawn me fez perder a corrida. Se as coisas continuarem acontecendo assim, vamos perder o campeonato de pilotos e equipes, o que seria terrível”, afirmou.

Horas depois e mais calmo, Barrichello admitiu que, mesmo sem os erros e decisões da equipe, não teria chances de vencer o GP da Alemanha. “Era impossível vencer hoje (domingo), já que a Red Bull estava mais rápida”, declarou o brasileiro, citando a dobradinha da equipe rival com Webber em primeiro e o alemão Sebastian Vettel em segundo.

Algumas das reclamações de Rubens Barrichello na F-1

Filed under: Esporte — ladnascimento @ 2:38 pm

Matéria da UOL Esportes F1 sobre as reclamações de Rubens Barrichello na F1:
 

"Barrichello é assim: reclama quando perde e quando ganha." Com essa frase, o alemão Michael Schumacher alfinetou o ex-companheiro de Ferrari, o brasileiro Rubens Barrichello, após o Desafio das Estrelas vencido pelo atual piloto da Brawn GP, no fim do ano passado, em Florianópolis (SC). "Michael parecia que estava em tempos de guerra, tentando me jogar a todo momento para fora da pista", acusou o brasileiro ao final da prova. O tradicional "chororô" de Barrichello voltou a chamar a atenção no último domingo, após o Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula 1. O brasileiro, que largou na segunda colocação e assumiu a liderança na primeira volta, terminou a nona etapa do Mundial apenas em sexto lugar. "Hoje me sinto roubado. Demos um verdadeiro show de como se perder uma corrida", disparou. Confira essa e outras reclamações de Rubens Barrichello em sua trajetória na F-1: :
 

1. Falha de estratégia

Rubens Barrichello largou em segundo lugar no GP da Alemanha, no último domingo, e logo na primeira volta assumiu a primeira colocação. Na segunda parada, o piloto demorou mais de 11 segundos para sair dos boxes por conta de uma falha na bomba de combustível. "É um saco passar por tudo isso e ver que você fez tudo certo e foi prejudicado", disse o brasileiro.

 

2. ‘Não vou mais seguir ordem’

No GP da Espanha, em maio, Barrichello abriu uma grande vantagem em relação ao companheiro de Brawn GP, Jenson Button. Mas a equipe decidiu mudar de estratégia: inicialmente, os dois pilotos fariam três paradas nos boxes, mas Button fez apenas duas. Barrichello terminou em segundo lugar. "Se acontecer novamente, não vou mais seguir ordens do time."

 

3. Carro ‘saiu de frente’

No treino para o GP da Malásia, em que garantiu o quarto lugar no grid, o brasileiro reclamou da performance do carro. "Foi uma boa sessão para o time, e parabéns ao Button (que havia cravado a pole). Entretanto, do meu lado da garagem, o carro estava saindo de frente e não fomos capazes de solucionar esse problema." Rubinho terminou a prova em quinto lugar. Button venceu.

 

4. Muito marketing na Honda

A temporada 2006 não foi das mais felizes para Barrichello. Sem ter subido ao pódio pela equipe Honda, o piloto brasileiro teve como melhores resultados os quartos lugares nos GPs da Europa e dos Estados Unidos. "Aqui se pensa demais nas relações públicas e pouco nas corridas. Estou lutando para mudar essa situação", afirmou. Ele terminou o Mundial em 7º, com 30 pontos.

 

5. Ferrari ‘inguiável’

Em abril de 2005, no GP do Bahrein, Barrichello teve problemas no câmbio e nos pneus de sua Ferrari e não passou do 15º lugar no grid. Na corrida, terminou em 9º. "Meus pneus estavam acabados. Foi impossível segurar quem tentava me ultrapassar. O carro estava ‘inguiável’", disparou. "Se tivéssemos estreado o novo carro mais cedo, ele já seria confiável. Estamos atrasados."

Rebeldia de Barrichello

Filed under: Esporte — ladnascimento @ 2:32 pm

Artigo de Gerson Campos do yahoo sobre as reclamações do piloto brasileiro Rubens Barrichello da Brawn GP de 13/07/2009:

A surpresa do GP da Alemanha não foi só a superioridade massacrante da Red Bull. Para os lados da Brawn GP, a preocupação já se dividiu em três frentes: antes era direcionada à estrela precoce Vettel, ensaiava voltar seus holofotes para o surpreendente Webber e encontrou no “indomável” Barrichello uma pedra no sapato que um time que quer ser campeão não deve ter. O fato é que Button terá de competir não apenas com a dupla dos touros nervosos, mas também com um companheiro que, a esta altura do campeonato, deveria ajudá-lo na busca por pontos. Mas Barrichello não aceita a condição. Ainda fala na luta pelo título. Mesmo depois de ter caído para quarto no Mundial, atrás de Vettel e Webber.

Rebelde, revoltado, falastrão, sem querer “ouvir blablablá” ou seja lá o que for, Rubens desestabiliza um time que não está bem psicologicamente depois de ver sua vantagem se dissolver em duas corridas. Sim, porque não há mais desculpas sobre temperatura dos pneus ou um traçado que não favorece. A Red Bull está à frente da Brawn GP. De longe. Mas isso não é motivo de desespero para um time comandado por um chefe experiente como Ross Brawn. É questão de administrar. Só que toda estrutura precisa estar comprometida em ver Button campeão. Barrichello não está. Quer ser ele a marcar seu nome na história em 2009. Está certo.

Foi sacaneado pela Brawn em Nürburgring? Foi. Podemos culpar a Brawn? Não. Barrichello poderia ter reclamado do jeito que fez? Não. Mas tudo ganha contornos dramáticos quando acontece com Rubens Barrichello. Seja sincero: você, que acompanha Fórmula 1, lembra de ter visto algum piloto descer do carro e acusar a equipe diretamente de tê-lo prejudicado, como Rubens fez com a Ferrari desde sua primeira temporada (até tomar um pito da cúpula de Maranello e acalmar) e faz na Brawn? Eu não lembro. E quem lembrou só vai usar os dedos de uma mão para contar os casos. No máximo.

 

Foto: Getty Images

 

E isso não acontece na Fórmula 1, no futebol, no vôlei e no críquete por um simples motivo: pega mal demais meter a boca na equipe para a imprensa mundial. Chega até a ser uma questão de ética. É como se você subisse no meio da mesa principal da sua seção aí no trabalho e começasse a desancar o chefe do departamento. Dá vontade, mas não pode. É demissão na certa. E talvez desse se tivesse acontecido na Williams. “É caso para cartão vermelho”, sugeriu o velho Frank. Sorte que Ross Brawn está rindo à toa em 2009. Até a Red Bull encostar.

Barrichello está certo na atitude. Certíssimo. Quer ser campeão e vai lutar para isso naquela que deve ser sua última temporada na F1. As vias, porém, estão totalmente equivocadas. De que adianta reclamar via imprensa e sair da reunião pós-GP achando que tudo não passou de uma “combinação de fatores”? Se é para ser “macho”, que seja dizendo isso na cara daqueles que devem ouvir.

Originalmente, esta coluna deveria falar sobre a virada de jogo da Red Bull. Mas Barrichello se supera. Pena que não na pista.”

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.