Prof. Luiz Antonio – Weblog

5 agosto, 2010

Proposta de solução para a falta de ética na F1: tirar o rádio

Filed under: Esporte — ladnascimento @ 8:50 am
Jogo de equipe da Ferrari entre Massa e Alonso

Jogo de equipe da Ferrari entre Massa e Alonso

Nestes últimos dias muito se tem falado sobre ética no esporte principalmente por causa da ordem da Ferrari para Felipe Massa deixar seu companheiro de equipe Fernando Alonso ultrapassá-lo. Esta prática antiética tem sido usado por algumas equipes na Fórmula 1 e principalmente pela escuderia Ferrari. Acredito que sua imagem tenha sido denegrida pelos fãs do “esporte” e até pelas pessoas que não acompanham Fórmula 1.

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) em breve deve definir uma punição branda para a Feerari e os pilotos (perdas de pontos por exemplo) sendo que o correto seria algo como eliminar a escuderia da competição de 2010 e em caso de reincidencia banir a Ferrari da Fórmula 1 como acontece em outros esportes com atletas que cometem atitudes consideradas antidesportivas como os casos de doping por exemplo. Esta expectativa de punição branda é devido ao histórico da entidade e pelo fato de seu presidente ser Jean Todt ter sido chefe de equipe na época em que Michael Schumacher era beneficiado pelo jogo de equipe. Esta regra de proibir jogo de equipe foi criada a partir do jogo de equipe vergonhoso feito em 2002 no GP da Áustria quando Jean Todt pediu para Rubens Barrichello ceder a sua posição de lider da corrida para Shumacher. Barrichello cedeu no final da última volta deixando muito evidente a troca de posições para mostrar a todos o que estava acontecendo.

A Ferrari através de seu presidente Luca di Montezemolo que nomeou o novo chefe de equipe Stefano Domenicali deveria fazer algo como uma cartilha para que estes fatos não se repitam e não sujem mais o nome da empresa. Afinal a Ferrari só está neste esporte para divulgar de forma positiva sua marca. Com certeza estes fatos não contribuem para isto. Em 2002 até os torcedores da Ferrari vaiaram a escuderia pelo  jogo de equipe.

Em praticamente todas as competições os organizadores tomam medidas preventivas para evitar fraudes e no caso da F1 a medida de apenas proibir o jogo de equipe entre os pilotos de uma mesma escuderia na prática não tem se mostrado eficiente. As ordens de Stefano Domenicali foram feitas pelo pelo engenheiro Rob Smedley na 51ª volta do GP da Alemanha disputada em Hockenheim: – “Fernando is faster than you” (Fernando está mais rápido do que você).  – “Can you confirm you understand that message?” (Você pode confirmar que entendeu a mensagem?). Apesasar de ser clara a ordem para Massa trocar de posição com Alonso a mensagem é subjetiva o que deixa margem para a Ferrari se defender. A FIA multou a Ferrari em U$100.000.00 (cem mil dólares) e encaminhou um processo para seu Conselho Mundial.

Solução para evitar fraudes de jogo de equipe e evitar outras na Fórlula 1: Tirar o rádio de comunicação entre engenheiros da equipe e o piloto (sugestão do colega Rovilson). A comunicação deveria ser feita apenas por placas que ainda são utilizadas para fazer a comunicação entre a equipe e os pilotos quando o rádio falha. Provavelmente esta medida mudaria a forma como as corridas são hoje (um pouco monotonas). O piloto teria muito mais autonomia para tomar decisões ao longo da corrida e criar soluções para mudar a estratégia de corrida quando necessário. Um bom exemplo é quando entra o safety car e os pilotos vão para os boxes. Atualmente todos vão ao mesmo tempo por causa do comunicado dos engenheiros de equipe pelo rádio. Sem este equipamento muitos pilotos desatentos entrariam uma ou mais voltas depois até ~tomasse esta decisão ou fosse informado pelas placas. A equipe de boxe também teria que ficar atenta em casos como por exemplo um furo de pneu pois o piloto poderia entrar no boxe sem avisar. Neste último caso ainda existiria a possibilidade dos carros terem rádio que só transmitisse do carro para os boxes e não vice-versa. Uma solução simples que não permitiria os cheges de equipe interferirem de maneira antiética ao longo das corridas.

Blog no WordPress.com.